Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

27
Abr12

Há com cada coisa... #4

«Egito prepara-se para legalizar sexo com mulheres mortas

 

Os maridos egípcios vão ter, em breve, o direito de fazer sexo com as esposas mortas, até seis horas após o último suspiro da mulher. O pacote legislativo em estudo baixa, ainda, para 14 anos a idade mínima legal para casar.

 O novo parlamento do Egito, dominado pelos islamistas, está a preparar um pacote legislativo que choca vários setores da sociedade do país. Das medidas reveladas, a mais controversa pretende aprovar o "sexo de despedida", legalizando a possibilidade do marido fazer sexo com a mulher, até seis horas após a hora da morte da companheira.

Segundo a imprensa egípcia, a legislação proposta pretende, ainda, baixar para 14 anos a idade mínima legal para casar e tem como pano de fundo afastar as mulheres do mercado de trabalho e da escola.(...) »

 Fonte: Jornal de Notícias

Quando li o título pensei "estão a gozar, só pode", cliquei no link e apercebi-me que não era nenhuma brincadeira, pretendem mesmo legalizar sexo com mulhers mortas! Só me ocorre um "WHAT THE FUCK??" 

O mundo está perdido...

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Contacto:

palavrassoltasnomundo @gmail.com

Estou no Bloglovin', segue-me:

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

WOOK - www.wook.pt

Links

  •  
  • Comentários recentes

    • mami

      dá muito nó...mas sim, é normal :D

    • Luella Rose

      Infelizmente, há situações e pessoas que nos desil...

    • Luella Rose

      Muito mais bonita, com um corpo de uma mulher "rea...

    • Luella Rose

      As pessoas e a sua mania que qualquer coisa é uma ...

    • Maribel Maia

      Bem dito!