Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

28
Fev18

Há hastags tramadas, ó se há...

Vejam lá se encontram a hastag marota:

28058802_740413602830628_5641855837670492828_n.jpg

 

 

Vá, eu ajudo: #naconapedradivinal.

 

Vá não se animem muito porque é só o "naco na pedra divinal"  e não " na cona pedra divinal".

Confessem, agora vão ter mais cuidado quando criarem uma hastag na vá ter outro sentido que não aquele que querem dar! 

 

16
Fev18

É preciso um dia para os namorados?

Bom, antes que me comecem a apedrejar, deixem-me dizer-vos que não tenho nada contra o dia dos namorados, quem quer comemorar comemora, quem não quer, não comemora, cada um faz o que quer!

 

heart-762564_1920.jpg

 

A minha "crítica", vai para o facto de durante os restantes  364/365 dias do ano, muitos dos casais não têm um gesto de carinho nem de romantismo para com a sua cara metade...

 

...Mas, chega o dia 14 de Fevereiro e pára tudo! 

Vamos lá oferecer uns bombons um raminho de flores e vamos tirar umas fotos para pôr no facebook e mostrar que isto aqui é só muito AMOR! 

 

Só que não, não é.  É no dia 14, porque foi um dia "comercialmente imposto" e já que toda a gente está na onda do amor, vamos lá também  comprar qualquer coisa para assinalar o dia.

Quando todos os dias, deveriam ser importantes para se celebrar o amor e o carinho que se sente pelo outro, para fazer surpresas, para oferecer uma prenda, para um jantar romântico, enfim, para o que lhes aprouver! 

 

Posto isto, que se comemore o AMOR TODOS OS DIAS e não apenas nesta data!

15
Fev18

É assim...

Não escrevo aqui há algum tempo, mas a verdade é que o facebook do blogue continua a crescer.

No preciso momento em que escrevo este post, mais alguém decidiu deixar lá o seu gosto.

Obrigada a quem por aqui continua a passar e continua a seguir o facebook, sinto que tenho de voltar a dar vida a este estaminé.

 

 

26
Nov17

Queria tanto voltar a escrever aqui...

...mas, a falta de tempo tem sido tramada e as 24 horas do dia não chegam para tudo.
Vou tentar voltar a este espaço, aos poucos. Apesar da minha ausência, a página de facebook do blogue tem crescido, o que é de facto impressionante.
Obrigada a todos os que vão visitado, neste cantinho e que passam pelo facebook e deixam o vosso gosto! 

27
Jun17

Há dias em levamos um abanão...

...para ver se acordamos para a vida!!

Como dizem os brasileiros: "vivendo e aprendendo".

 

 

traffic-sign-416439_1920.jpg

 

Há quem diga para não se criar expectativas para depois não se cair na desilusão... 

A questão é quando não se criam expectativas, mas há alguém que as cria por nós... 


Quando tens uma pessoa amiga que te pede um favor/faz convite, e tu acedes disposta a "ajudar" e com a maior boa-vontade, mas no fim ela "troca-te".

Ficas a saber, por mero acaso, que afinal mudou de ideias e não precisou de ti para nada. 

Borrifou-se para o convite que te fez e remediou o assunto com outras pessoas.

 

Então e que tal para próxima ficar caladinha e não fazer convites, nem pedir ajudas?

Parece-me muito bem!

20
Jun17

Há que começar por algum lado...

Leiam e assinem esta petição, se possível, pela revogação da liberalização do eucalipto:http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=revogaeucalipo


A petição visa a "revogação do Decreto-Lei n.º 96/2013, de 15 de Julho, que implementou o novo regime de arborização que liberaliza a plantação em monocultura de eucalipto, deixando de ser necessário pedido de autorização prévia às autoridades florestais até 2 hectares, e que tornou mais complexo e burocrático a florestações com espécies autóctones, como por exemplo sobreiro, carvalho, castanheiro, pinheiro bravo e manso e outras tantas.
A revogação deste  DL não impede a florestação de eucaliptos, nem resolve todos problemas da nossa floresta, mas obriga a que as entidades competentes voltem à necessária tarefa de análise e aprovação da sua plantação. 


Desde a década de 1980 que as áreas ardidas em Portugal são superiores à média Europeia, tornando-se no país líder na Europa em número de incêndios, com cerca de 700.000 mil, e de área de território ardido, com mais do equivalente a 40% de todo o território nacional (seguido pela Grécia, Itália e Espanha, todos com cerca de 12%).

Portugal é o país do mundo com maior área de território ocupada por eucalipto (cerca de 10% de todo o seu território), a que correspondem quase 30% de área florestal sendo este valor inclusivamente superior ao da Austrália, país de sua origem.

Os dados apontam para a coincidência temporal entre o início da era do eucalipto com o início da intensificação dos fogos florestais, o que evidencia que nenhum dos vários governos deu até hoje a devida e necessária atenção às globalmente reconhecidas consequências da massificação desta espécie:

- Destruição dos recursos hídricos causada pelo seu “consumo de luxo” de água e consequente erosão extrema dos solos, ao ponto de se desconhecer a duração da reposição dos nutrientes necessários à plantação de qualquer outra cultura;

- Destruição da biodiversidade da flora dada a excessiva quantidade de biomassa produzida não permitir qualquer interacção com outras plantas e árvores;

- Desaparecimento quase total de fauna (curiosamente nem os animais de origem australiana, cuja alimentação é exclusiva de folhas de eucalipto, fazem uso das espécies predominantes por cá);

- Susceptibilidade para a ignição de incêndios de fulminante propagação e enorme intensidade, sendo que os bombeiros australianos sugestivamente alcunham a espécie por cá predominante (eucalyptus globulus), de “gasoline tree” (árvore da gasolina), tal o seu nível de combustão.

Está por isso na altura de nos questionarmos se devemos continuar vertiginosamente no caminho da auto destruição dos nosso recursos, a troco de uma contribuição de cerca de 2% do PIB e alguns empregos gerados pela industria da celulose? "

 

Não basta criticarmos, devemos fazer alguma coisa...

 

 

19
Jun17

Que cambada...

A quantidade de sabichões sobre a administração interna e de bombeiros atrás de um teclado ( e não só) que têm surgido nos últimos dias, deixa-me estupefacta! 

 

Sabem todos imenso do que deve ser feito, das medidas que devem ou deviam ser tomadas, mas caramba nenhum deles se voluntaria nos bombeiros da terra deles... mandar "bitaites" é muito giro, fazer alguma coisa é que está quieto!

 

Se não sabemos do que falamos e se não fazemos nada para ajudar, não julgamos o trabalho dos outros que estão no terreno e que colocam a sua vida em risco para ajudar aqueles que precisam.

 

 

10
Jun17

Chico-espertismo

Sou daquelas pessoas que gosta de ajudar, de ser simpática e prestável, mas cuidado "quando me pisam os calos"!

Se vejo alguém com um problema ou em dificuldades, lá estou eu pronta a ajudar. 

Mas da mesma maneira que gosto de ajudar, não gosto que me tentem enganar ou que se armem em espertinhos.

 

O erro do chico-esperto é achar-se mais inteligente e tomar os outros por burros... que é o que muita gente, mal intencionada faz, mas como se costuma dizer "sai-lhes o tiro pela culatra". 

 

Isto tudo para vos contar uma situação que passei recentemente e que me valeu algumas gargalhadas. Em breve vou precisar de procurar uns documentos para uma prova e de os imprimir, o mesmo se passa com uma conhecida minha.

O diálogo foi o seguinte:

 

Chica-esperta: Já tens os documentos para a prova ABCD?
 
Eu: Não, ainda não os tenho todos...Quando precisar deles, depois tiro o resto.
 
Chica-esperta armada em prestável: Dá-me o teu mail que eu envio-te.
 
Eu: Não é preciso...obrigada, eu já tenho alguns impressos e depois procuro os restantes.
 
Chica- esperta expõe porque estava a ser tão prestável: Há um documento que eu estou na dúvida se é aquele e assim até me esclareces. É que não encontro o XPTO. 
 
(é aqui que solto uma gargalhada e digo para mim: "Ah logo vi, por isso me querias enviar os documentos!")

Eu sem paciência para gente que só quer ajudar com segundas intenções: Quando for ver tudo o que é preciso logo vejo se encontro. Depois digo-te algo.
 
 
Teria tido muito mais sorte se fosse honesta e tivesse dito logo que não sabia onde estava o documento XPTO e se eu a podia ajudar a encontrar. 
Agora ser prestável só porque queria que eu lhe arranjasse os documentos...e muito provavelmente que eu conferisse se estavam todos ok, porque já tinha tido uma situação em que tinha documentos desnecessários. 
Que se faça à vidinha que eu também procuro as minhas coisas e não preciso dos documentos de ninguém!!
 

04
Jun17

Primeiro estranha-se, depois entranha-se...

lipstick-1367775_1920.jpg

 

este provérbio aplica-se à minha relação com os batons matte.

Para quem não sabe são batons sem brilho, totalmente baços ( sim, que isto não é um blog "féchione" e pode haver quem não saiba).

 

Confesso que ao principio estava muito reticente em relação a este tipo de batons.

Muitos anos a usar batons com brilhos e glosses dão nisto. 

Mas depois de experimentar, confesso que fiquei a encantada! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Contacto:

palavrassoltasnomundo @gmail.com

Estou no Bloglovin', segue-me:

Follow

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

WOOK - www.wook.pt

Links

  •  
  • Comentários recentes

    • Luella Rose

      Estou totalmente de acordo contigo! Amor e demonst...

    • Luella Rose

      Algo deveras importante... Beijinhos

    • mami

      dá muito nó...mas sim, é normal :D

    • Luella Rose

      Infelizmente, há situações e pessoas que nos desil...

    • Luella Rose

      Muito mais bonita, com um corpo de uma mulher "rea...