Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

06
Mai10

Queima das Fitas de Coimbra

Começa hoje a queima das fitas de Coimbra com a emblemática Serenata Monumental nas escadas da Sé Velha!

Coimbra é uma cidade com tradição académica, sendo a sua queima das fitas a mais antiga e mais badalada de todo o País. Durante a próxima semana (7 a 14 de Maio) a “cidade dos estudantes” vai estar em festa com um vasto número de eventos culturais com destaque para o Chá Dançante, o Sarau Académico, a Garraiada (na Figueira da Foz), o Baile de Gala, entre outros. Não esquecendo no entanto de referir as noites do parque, que tanta gente acolhem para ver os concertos! Este ano as noites do parque contam com nomes como: Shaggy ( 7 de Maio) Daniela Mercury (8 de Maio) Buraka Som Sistema (12 de Maio) Amália Hoje (13 de Maio) Guano Apes (14 Maio), entre outros  .Quem quiser mais informações pode visitar o site oficial da organização www.queimadasfitas.org/ .

No entanto, o auge da queima das fitas é no dia do cortejo que se realizará no Domingo dia 9, onde todos os estudantes universitários desfilarão trajados de acordo com a praxe e com os seus carros académicos .

Para quem não conhece a Queima das Fitas de Coimbra, eu aconselho vivamente a visitá-la nos próximos dias para que possam ver como Coimbra vive a sua tradição académica!  Deixo aqui um vídeo da Serenata de Coimbra para dar vos um cheirinho de queima! =){#emotions_dlg.smile} 

06
Mai10

Dia da Mãe

No passado domingo, dia 2 de Maio foi o dia da Mãe!!

Eu sei que já venho atrasada para felicitar todas as mães. No entanto, como todos os dias são bons para serem dedicados às nossas mães eu venho aqui deixar um belo poema de Eugénio de Andrade.

 

 

POEMA À MÃE

 

No mais fundo de ti
Eu sei que te traí, mãe.

Tudo porque já não sou
O menino adormecido
No fundo dos teus olhos.

Tudo porque ignoras
Que há leitos onde o frio não se demora
E noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
São duras, mãe,
E o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
Que apertava junto ao coração
No retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
Talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
Esqueceste que as minhas pernas cresceram,
Que todo o meu corpo cresceu,
E até o meu coração
Ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -
Às vezes ainda sou o menino
Que adormeceu nos teus olhos;

Ainda aperto contra o coração
Rosas tão brancas
Como as que tens na moldura;

Ainda oiço a tua voz:
Era uma vez uma princesa
No meio do laranjal...

Mas - tu sabes - a noite é enorme,
E todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
Dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.

 

Eugénio de Andrade, Os Amantes sem Dinheiro

 

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Contacto:

palavrassoltasnomundo @gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Comentários recentes

    • Masha

      Estou totalmente de acordo contigo! Amor e demonst...

    • Masha

      Algo deveras importante... Beijinhos

    • mami

      dá muito nó...mas sim, é normal :D

    • Masha

      Infelizmente, há situações e pessoas que nos desil...

    • Masha

      Muito mais bonita, com um corpo de uma mulher "rea...