Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

Palavras Soltas...

As palavras podem significar muito, ou podem significar nada! Podem ser boas ou más... mas nunca deixarão de ser proferidas!

06
Abr16

Em desacordo com o acordo!

typewriter-1248088_1920.jpg

 

aqui mostrei a minha "resistência" em relação ao novo acordo ortográfico.

No entanto, o karma é tramado e na maioria dos locais por onde tenho passado sou sempre obrigada a usá-lo.

A verdade é que quanto mais conheço do novo acordo, mais estou em desacordo, com a sua implementação.(Gostaram do trocadilho?)

Vou deixar-vos alguns dos exemplos que me causam alguma espécie e que considero um verdadeiro assassinato à língua portuguesa.

Com o novo acordo a palavra pára (forma do verbo parar) perde o acento e passa a escrever-se para, (como a preposição para).

Portanto, se pretendermos dizer algo como "Pára, para descansarmos!", teremos de escrever "Para, para descansarmos!". Ora, para mim, isto não faz nenhum sentido e confesso que já fiquei meio perdida a ler frases onde "Para" significa "Pára".

Outro exemplo que vos deixo é a perda do acento na palavra pêra, passando a escrever-se pera. Mais uma aberração pera lê-se péra e não PÊÊra.

 

Enfim, vá-se lá entender a lógica destas mudanças! 

Se o objectivo era que o português usado em Portugal ficasse semelhante ao usado no Brasil, fracassaram redondamente! É que para isso, teremos de começar a dizer "planejar" em vez de "planear" entre outras adaptações! (ATENÇÃO: nada contra o Brasil, nem os brasileiros!)

 

01
Mar12

É Português minha gente...

«Autoridades brasileiras pedem tradução de passaporte português

A autoridade de viação do Rio de Janeiro, no Brasil, pediu a um cidadão português para apresentar a tradução do passaporte para matricular o veículo, indiferente ao facto de o documento estar escrito na mesma língua.

"Disseram-me que era o trâmite normal quando se trata de um cidadão estrangeiro. Eu insisti que era a mesma língua, e inclusive trata-se de um passaporte europeu, que possui tradução em três idiomas", contou à Lusa Frederico Roque de Pinho.

O documento era exigido como identificação deste jornalista português, que pretendia apenas matricular o carro adquirido recentemente no Brasil.

Face à impossibilidade de fazer uma tradução para a mesma língua, Frederico Roque de Pinho entregou apenas fotocópia autenticada do passaporte.

"De facto, ainda não sei se o aceitaram, porque foi feito apenas o pedido, ainda preciso saber se ficou tudo pronto", acrescentou o português, que está no Brasil para fazer um curso de MBA em Finanças, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. »

 

Isto parece uma verdadeira anedota, mas, infelizmente é verdade. E muito sinceramente, acho que nem com o acordo ortográfico lá vai...
 
 

08
Jan12

Acordo Ortográfico

 

E em 2012, este blog vai continuar a ser um resistente  ao novo acordo ortográfico! Por aqui, vai-se continuar a escrever "óptimo", "directo", "acção", "actriz", "actor", entre muitas outras palavras. Talvez um dia mude de ideias e me tente adaptar às novas regras, mas por agora... não!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Contacto:

palavrassoltasnomundo @gmail.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

  •  
  • Comentários recentes

    • Masha

      Estou totalmente de acordo contigo! Amor e demonst...

    • Masha

      Algo deveras importante... Beijinhos

    • mami

      dá muito nó...mas sim, é normal :D

    • Masha

      Infelizmente, há situações e pessoas que nos desil...

    • Masha

      Muito mais bonita, com um corpo de uma mulher "rea...